quarta-feira, 24 de maio de 2017

Fora da Redacção do DN

No Jardim do Campo Grande

Quando me inscrevo em algum workshop, é bom que as sessões (ou aquilo que aprendi), possam se desenvolver fora delas e que algo em mim se tenha transformado. Se não, é desperdício de tempo e de dinheiro!

Por isso decidi continuar os exercícios fora da redacção. Tenho mais objectos pessoais e existem diferentes ambientes para os colocar. Sim, aumentei o meu grau de dificuldade para poder exercitar aquilo que procuro encontrar no 10x10: transformar as páginas do meu caderno e ter uma liberdade incondicional para desenhar e escrever (mais) sobre os temas que nos são propostos.


Ainda a medo, mantive o mesmo objecto para descrever a minha relação com ela, desta vez um pouco mais pormenorizada. Arrisquei numa composição mais organizada, uma vez que tinha tempo para isso. E quis apostar no lettering! Sempre gostei de desenhar letras, mas a partir desta sessão decidi que devia criar um lettering próprio, fácil e rápido de se fazer.

Uma coisa é fazer os exercícios com um formador a direccionar-me para aquilo que se pretende. Outra coisa é fazer isso sozinha. É mais fácil fugir e criar outra coisa que não a proposta inicial. Mas aquilo que acho de mais fantástico é tentar perceber como é que posso adaptar (ou não) as novas aprendizagens àquilo que já me pertence e que já tenho!

Sem comentários:

Enviar um comentário